Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

doce dezembro

doce dezembro

13
Abr18

Pseudo blogueirinha

M

Numa ida rápida ao Lidl passei pela zona da maquilhagem e afins para espreitar os desmaquilhantes. Ora, como boa gaja que sou, não ia sair de lá só com o desmaquilhante, não é? Como precisava de um creme corporal, procurei também isso por lá, pois a marca deles é muito elogiada (se bem que já tive uma experiência horrível com aquele creme hidratante facial que toda a gente adora).

Vi que eles tinham lá dois boiões de cremes e duas embalagens de loções corporais. Durante anos da minha vida (e até agora, na verdade) usei loções, mas não gosto muito disso pois aquilo na minha pele demora horrores a "secar" e faz-me ficar toda oleosa... odeio. Então pensei "1,59€... compro o creme" e comprei.

Optei pelo "classic" pois aquilo fez-me lembrar imenso os cremes da Nívea, sendo que não sou grande fã do "soft" (da Nívea, porque da Cien nunca experimentei). Tenho-o usado durante estes últimos cinco dias e gosto muito. É uma verdadeira imitação do creme da Nívea, aquele azulinho escuro que toda a gente já usou pelo menos uma vez na vida. O problema deste creme é que ele é espesso demais (nunca estou feliz, credo), o que faz com que seja complicado espalhar pela pele (talvez seja falta de jeito da minha parte ou medo de colocar um pouco mais do produto). O cheiro é fantástico, novamente friso que lembra imenso o creme da Nívea... só que muito mais barato, pois de qualidade é uma verdadeira cópia.

09
Abr18

Situações engraçadas (tem dias!)

M

Não conseguir pedir uma raspadinha ou pôr um placard sem me perguntarem (normalmente de forma meio agressiva) se já tenho 18 anos. É esse o momento em que explico que sim, que tenho mais de 18 anos. Mas claro, nem toda a gente acredita e pedem-me a identificação na mesma. Agora pensem que, na maioria das vezes, eu e o J saímos de casa à pressa para ele pôr um placard de última hora, e eu não levo comigo o CC. Então, tenho de dizer a quem me está a atender que pronto, o meu namorado compra a porcaria da raspadinha por mim. E é assim que me sinto quase filha dele.

 

Calma M, isto tudo daqui a uns aninhos vai ser ótimo. Quando tiveres 40 não te vão dar mais do que 35.

06
Abr18

Coisas

M

Sabem o que é passar o dia inteiro com uma sensação estranha? Não propriamente boa, e esquisita? Passei o dia assim. De manhã voltei a dormir às onze. Pesadelo. Acordei ao meio dia e meia. E desde aí que me sinto estranha! O meu namorado ligou-me às oito da noite e disse que tinha sentido uma sensação esquisita, mas ele não sabe que eu também a senti o dia inteiro!

 

Aparte disso, há coisas do caraças. Vai uma gaja pintar as unhas de verde porque apetece. Mas nos entretantos fica a pensar que se calhar devia era pintar de rosa. Mesmo assim começa a pintar de verde e vai que no fim as unhas estragam-se todas e é obrigada a tirar o verniz! Agora vou pintar de rosa. Devia ter ouvido a vozinha na cabeça.

03
Abr18

Sobre tomar banho à noite

M

Não gosto.

Quer dizer, sei lá!

Sabe bem tomar um banhinho de água quente ao fim do dia, vestir o pijama e ficar o resto da noite descontraída e quentinha... mas e o cabelo? 

O meu cabelo é... qualquer coisa. Demora séculos a secar. Além do mais, como no meu prédio se ouve tudo de casa para casa, não posso ficar com o secador ligado muito tempo.

Portanto, encontro-me neste momento de toalha enrolada na cabeça, sentada à frente do computador à espera que passe tempo suficiente para que, no mínimo, não pingue água por todo o lado.

01
Abr18

Não quero ser assim

M

Várias vezes escrevi sobre o que não queria ser, sobre as atitudes que não queria ter. Tentei sempre ser abstracta pois pesava-me na consciência dizer o que penso (e consequentemente pesava-me na consciência pensar o que penso). Mas agora, sinceramente... foda-se. Eu não tenho culpa das pessoas serem como são. A única pessoa que eu posso mudar sou eu mesma, e assim como tenho o direito de decidir quem quero ser, tenho igualmente o direito de decidir quem não quero ser. E eu não quero ser assim... assim como a pessoa em questão é. Mas é assim que eu me estou a tornar pois o facto da pessoa ser como é, faz com que o dia se estrague para os outros também.

É cansativo conviver com alguém que é um pequeno cristal que a qualquer momento se pode partir. É cansativo viver com medo de dizer algo no tom errado, pois até com isso tem que se ter cuidado! Uma atitude, uma palavra, um tom diferente de voz, uma opinião... "todas" estas pequenas coisas podem causar (e causam) um estrago enorme! É esgotante viver assim!

 

Como disse algures aqui em cima, sinto que me estou a tornar assim também: rabugenta, sempre de mau humor, chateada, irritada. E como é óbvio eu não quero isso para mim, eu não quero ser prejudicada pela pessoa, não quero que a minha paz interior, o meu humor, a minha felicidade esteja dependente de como for o dia da pessoa ou de como a pessoa se sente hoje. Mas acho que é isso que me falta: entender como não me abalar, como me manter intacta. Agora descobrir isso é que vai ser complicado.

08
Mar18

De novo?

M

Voltei a mudar o aspecto da casinha (quanto tempo durará esta mudança? Uma semana, um mês? Criem lá templates giros pá!).

As ofendidas que me desculpem, mas ser mulher também é isto. Ser avariada da cabeça e bipolar, hoje querer azul e amanhã rosa! É assim que me defino, e a maioria das mulheres que conheço também o é, ainda que cada uma à sua própria maneira.

12
Fev18

Sei lá!

M

Há momentos na vida em que temos de guardar certas opiniões e pensamentos para nós próprios, de forma a zelar pelos outros. Mas, muitas vezes, para não magoarmos certas pessoas, acabamos por nos ferir a nós mesmos! Acabamos por nos prejudicar, sentir tristes, não dormir à noite, afastar da nossa própria felicidade e paz interior.

Paz interior. Não sei bem o que isso é. Na maior parte dos dias sinto-me cansada. E não falo só fisicamente! Sinto-me bloqueada! Há pessoas que definitivamente nos sugam a energia... eu quero e preciso de me proteger a mim, à minha mente e ao meu coração. (mas como?)

02
Fev18

Sou tão complicada...

M

Se há coisa que eu preciso de (re)aprender é a ter paciência e a não me irritar com qualquer coisinha.

Hoje eu fervo em pouca água, qualquer coisita destrói a minha paz e atinge o meu humor. E depois geram-se discussões e eu digo o que não devo, o que não quero e o que não sinto. E posteriormente, como é óbvio, acabo por me arrepender e me sentir uma merda.

 

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • omeumaiorsonho

    Boa sorte com o novo blog vou seguir certamente.

  • HD

    Já fui espreitar mas a casinha ainda está vazia :-...

  • M

    Eu tenho um spray próprio para estas... bichas, ma...

  • M

    espero é que tenha ido para outro lado qualquer.....

  • omeumaiorsonho

    Nada que um mata moscas não resolva ou um spray

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D